Facebook Marketing: 3 motivos que fazem suas campanhas falharem miseravelmente

Falhando-miseravelmente-em-campanhas-no-Facebook-Fábrica-de-Resultados

Ok, você já está convencido que fazer campanhas no Facebook ou no Instagram é o melhor jeito de conseguir converter clientes, seguidores e compras para a sua empresa. Seja por conselho de amigos empresários ou alguma agência conseguiu implantar isso na sua cabeça. Até aí tudo certo!

 

Aí você chega e começa a montar sua campanha escreve o texto, produz a sua intenção com a campanha, cria a arte que você achou legal, coloca o quanto quer gastar e bota ela para rodar. O tempo vai passando e você acaba não percebendo resultados expressivos – ou até mesmo nenhum resultado.

 

Começa a bater o desespero e você injeta mais grana na sua campanha… “Agora vai!”… Mais uma vez o tempo passa e nada.

 

Resultado: Você gastou seu tempo e dinheiro em uma campanha que não deu retorno nenhum. Só para você relaxar um pouco, saiba que a maioria das campanhas de anúncios no Facebook tende a falhar.

 

Mas tenho certeza que você não quer esse “tapinha nas costas” de consolo. Imagino que o que você realmente quer é entender o que deu errado. Mais do que isso: “Quero que minhas campanhas funcionem!!”.

 

Calma Parceiro!

 

Relaxa que eu te entendo totalmente. Quantas vezes eu não estive na sua pele meu caro. Quantas campanhas eu simplesmente joguei no lixo e quase quis jogar tudo para o alto… só de lembrar já to puto de novo!

 

Mas enfim, a verdade é que eu não parei – como você pode ter percebido – e decidi entender o que estava acontecendo para a minhas campanhas não rederem frutos para mim. Foi chato – até porque ficar vendo as suas falhas não é nada prazeroso – mas, ao final de tudo, consegui ver onde eu estava errando.

 

Depois percebi algo ainda mais interessante. Eu não era o único que cometia esses erros. Pior, a grande maioria também errava nessas mesmas coisas.

 

Por causa dessas questões, decidi que botar a boca no trombone e mostrar, para quem quisesse ver, os principais erros e problemas que fazem uma campanha no Facebook não funcionar –ou até mesmo fracassar. Então vem comigo e confira o porquê de suas campanhas não estarem funcionando:

 

Má segmentação de Público-Alvo nas Campanhas

Má-segmentação-de-público-em-campanhas-Fábrica-de-Resultados
Segmentar mau o seu público pode arruinar as suas campanhas no Facebook

Para você ter uma ideia, uma das principais razões pelas quais especialistas em marketing fracassam com os anúncios no Facebook é a segmentação inadequada.

 

Mais de 1,09 bilhão de pessoas usam o Facebook todos os dias e portanto, fica difícil argumentar que os seus anúncios não estão funcionando porque seu público-alvo não usa o site. Então vamos cortar essa!

 

Além do vasto número de usuários por dia, o Facebook te dá a possibilidade de segmentar seus anúncios para que eles sejam exibidos para o um público bem específico e que provavelmente ficará curioso com a sua oferta. Mais uma vez corta esse argumento aqui.

 

Chegamos à conclusão óbvia: Segmentei mal o meu público

 

Com efeito, se os seus anúncios estiverem mal segmentados, serão exibidos para pessoas que não se interessam nada por eles.

 

Ou seja: é muito importante que você saiba como segmentar seus anúncios.

 

Afinal, você pode até acertar todos os outros detalhes, mas se a segmentação não for boa, nada vai funcionar.

 

Do que adianta ter um anúncio incrível se ele for exibido para consumidores que não se interessam por ele?

 

Pense em uma questão simples: Eu não estou nem um pouco interessado em comprar ração para gato. Para falar a verdade eu odeio gato – não odeio não, estou só criando contexto viu! Aí vem um anúncio de wiskas no meu feed de notícias com uma promoção imperdível. Eles colocam que se eu comprar a ração posso concorrer a sorteios de coisas para gatos e até descontos que são raros da marca. Isso não vai adiantar nada porque eu não tenho interesse! Eu não sou público-alvo dessa campanha!

 

Eu posso até clicar pela curiosidade, mas o mais provável é que vou passar batido e eles vão deixar de perder uma compra.

 

Aí vem você argumentando que conseguiu gerar curiosidade em mim e, por isso, a campanha teve “frutos”.

 

Olha, você ativou um gatilho sim e isso é bom. Mas eu provavelmente não vou comprar o seu produto e gerei um clique para você. Não sei se você sabe mas clique é dinheiro que o Facebook com certeza irá cobrar de você.

 

Pensando nisso não é melhor eu gerar um clique de uma pessoa que pode realmente comprar o meu produto ou serviço? Sim é a melhor resposta para esta pergunta neste ponto.

 

Acho que até agora você está entendendo o meu argumento. Mas aí vem a dúvida primordial deste tópico:

 

Como eu consigo segmentar o meu público de forma eficaz?

 

Já fiz inúmeros posts sobre essa questão – leia aqui os quatro passos cruciais para segmentar a sua campanha no Facebook – mas o primordial que você deve saber é que, atualmente, no Facebook é possível criar e segmentar para Públicos Personalizados, onde destaco 3 tipos principais:

 

  •         A partir de uma Base de Dados de e-mails que você já possui;
  •         Pessoas semelhantes às que já gostam da página;
  •         Pessoas que visitaram ou fizeram uma ação no seu site (remarketing).

 

Qualquer uma destas 3 opções vai garantir que chegamos a um público realmente interessado e com tudo para se tornar cliente.

 

Será que você é o NEO do MATRIX?

Neo-Matrix-Fábrica-de-Resultados
Se você já pensou na pergunta antes dela ser feita você já pode sentir a Matrix

Depois de ler isso tudo – e também o outro texto – você olha para mim e diz: “Você não respondeu a minha pergunta”!

 

Wou! Aí sim meu rapaz! Você realmente é o escolhido! Bem-vindo a Matrix!

 

Deixando as brincadeiras de lado, para você segmentar bem a sua campanha e saber definir o seu público-alvo você deve ter muito bem definido na sua mente uma persona. Mas o que é isso?

 

Persona é a representação fictícia, porém fidedigna, do seu cliente ideal. Ele é como se fosse um avatar de um comprador. Ou seja, ele é uma construção – baseada em traços, características e dados demográficos – do seu consumidor perfeito.

 

Exemplificando

 

Para construir ele você deve definir os seguintes dados para a sua persona de comprador:

  •         Idade e gênero
  •         Localização
  •         Quem/o que a influência
  •         Idioma
  •         Interesses/hobbies

 

Mais uma vez volto a um exemplo. Tenho um salão de beleza voltado para cabelos crespos e cacheados. Quero aumentar minhas vendas e vejo que a criação de campanhas no Facebook é o melhor jeito de alcançar o meu público. Mas quem é o meu público?

 

  • Idade – entre 12 e 60 anos
  • Localização – Moradores de Brasília residentes nas seguintes cidades: Taguatinga, Ceilândia e Gama.
  • Quem/o que a influencia – Mulheres empoderadas
  •  Idioma – Português/Inglês
  • Interesse/hobbies – baladas, se sentirem bonitas, conversar com outras mulheres que entendem do assunto e por aí vai.

 

Defini o meu público alvo. Mas e a persona? Agora eu passo a pensar como é a vida de uma pessoa que vive este mundo – aqui é muito válido fazer pesquisas. Depois de muitas análises defini a minha persona desse jeito:

 

Definição de Persona

Persona-em-suas-campanhas-Fábrica-de-Resultados
Traçar a suar persona ajuda muito a definir o seu público alvo em suas campanhas

“Juliana é uma mulher de 27 anos e que desde os seus 12 anos alisava o cabelo. Após anos pensando que esse era o molde de beleza para os seus padrões. Por isso, passava longas horas em um salão de beleza aplicando produtos que, muitas vezes, acabavam até pondo em risco a sua saúde: “Era muita química, em um ambiente fechado, não deu outra: passei mal. Mas, na época, não desisti e queria esticá-lo de qualquer forma”, explica.

Foi aí que Juliana começou a descobrir o mundo do empoderamento feminino e suas ideias libertárias. Não mais as mulheres deveriam se prestar a padrões estipulados tanto pelos homens quanto por mulheres brancas de cabelo liso. Os padrões de beleza foram mudados.

Sua busca agora se torna por um salão capaz de conversar com ela sobre essas questões de empoderamento e feminismo além de entender como tratar o seu tipo de fio”

 

Pronto! Minha persona está definida! Agora posso pensar em montar estratégias para cativar esse tipo de pessoa a vir ao meu salão através do Facebook.

Existe uma ferramenta fantástica da RocketContent em parceria com a Resultados Digitais que ajuda a criar a sua persona! Conheça ela Aqui!

 

 

Orçamento Inadequado

Orçamento-de-Campanhas-Fábrica-de-Resultados
O Orçamento de Campanhas depende muito do seu mercado, do tamanho da sua campanha, dos resultados que você quer e etc

Não vou ficar no embromaition aqui com você e vou responder exatamente o que você quer saber: quanto devo investir em campanhas no Facebook?

 

A resposta é: Depende.

 

Calma que eu vou te explicar. Depende muito do seu mercado, do tamanho da sua campanha, dos resultados que você quer e etc.

 

Enfim, a sua escolha determina como você paga e a quem seu anúncio é exibido. Por exemplo, quando você opta por otimizar seu lance para o objetivo de curtidas de página, você será cobrado quando seu anúncio for exibido para pessoas dentro de seu público mais inclinadas para curtir sua Página. Por isso que tudo depende!

 

Mais uma vez já escrevi bastante sobre esse tópico em um post anterior – não estou me perfazendo juro. Se você tiver interesse clique aqui!

 

Mas o que deve ser entendido muito bem antes de você realmente investir em campanhas no Facebook é:

 

  1.    Como manter a minha campanha ela saudável financeiramente para mim e com um bom desempenho no Facebook?
  2.    Quais são os cenários de investimento que eu quero ter?
  3.    Como traçar um chute direcionado?
  4.    Como estão as métricas?
  5.    Vale a pena otimizar essa campanha?

 

Respondendo rapidamente ponto por ponto dessas questões elas seguem assim:

 

  1.    Investir entre 15% a 25% do lucro bruto da sua empresa é muito bom.

 

  1.    “Você só controla o que gerencia”. Por isso é muito importante estar acompanhando diariamente (como eu faço) as minhas campanhas.

 

  1.    Não existe regra universal, pois cada campanha, cada público, cada imagem, cada página de destino podem interferir diretamente para mais ou para menos nos seus resultados. Por isso, é interessante que você defina um valor que esteja confortável para errar.

 

  1.    Através de análises de campanhas antigas e também do seu Google Analytics – lembra do tópico “2” de métricas? – Eu projeto cenários ruins, normais, bons, ótimos e cabulosos!

 

  1. Nem tudo funciona do jeito certinho que pensamos. Sempre existem variações que podem estragar uma campanha. Por isso é bom sempre acompanhá-las, alterar o que for necessário e descobrir o que as fazem gerar ou não resultados. O gerenciador de anúncios do Facebook pode se tornar uma arma muito importante nesse momento

 

Eu sei que você é o NEO e vai querer vir falar de novo “Você não respondeu a minha pergunta”. Mas pensa comigo “escolhido”. Você não acha que seria muita irresponsabilidade minha ficar falando quanto efetivamente você deve investir na sua campanha? O dinheiro é seu irmão e eu nem sei qual é o seu negócio… muito menos quais são os seus interesses e projeções de ganhos.

 

Mas se você tiver mesmo querendo que eu te de um número eu te dou: 3710 1608.

 

Esse é o telefone da Fábrica de Resultados!

 

Imagem e Conteúdo

Imagem-é-tudo-em-campanhas-Fábrica-de-Resultados
Imagens e textos alinhados constroem campanhas de sucesso!

Pode ter certeza que escolher uma imagem errada fará com que as suas campanhas acabem passando despercebidas pelos usuários do Facebook.

 

Sempre digo isso: Uma imagem ou arte que não chama atenção não capta possíveis clientes e, portanto, não gera vendas.

 

Usar imagens apelativas para chamar a atenção pode ser muito interessante. Mas muito cuidado ao fazer isso! Pode ser um belo de um tiro no pé! Se as pessoas não entenderem direito podem sair criticando!

 

Os haters – também conhecidos como chatos de plantão – incomodam muito campanhas. Falo porque as críticas deles podem formar opinião – no caso negativa. Ter uma opinião ruim sobre uma campanha pode acabar com ela!  

 

Tudo o que falei sobre as imagens vale para a mensagem. Não adianta nada eu colocar uma puta imagem e ficar com um texto que não acompanha a arte proposta.

 

Com efeito, não escolher uma mensagem condizente com a imagem só irá confundir o seu público. Pode ter certeza que isso será um diferencial entre uma compra ou não!

 

Existem muitas maneiras de abordar a imagem e o texto – acima você percebe uma campanha voltada para o cômico. Esse tipo de abordagem é muito bom, mas como tudo, deve-se tomar muito cuidado com a mensagem que você quer passar.

 

Por isso, para definir sua imagem e seu Approach com as suas campanhas dependem muito do seu público-alvo. Portanto sempre faça o estudo de seu público antes de passar efetivamente para o conceito de imagem e mensagem a ser passada em suas campanhas no Facebook.

 

Dica 1 –

O Facebook limita a quantidade de texto presente na imagem para 20%, e seu anúncio pode perder muito desempenho se ultrapassar essa proporção.

 

Se você não quer ficar surpreso que o seu texto diminuiu o desempenho por causa de texto, o próprio Facebook pode te ajudar com isso. Basta ir na ferramenta de grade do Facebook.

 

A ferramenta funciona de forma simples: basta subir a imagem, selecionar os quadros que contém texto e saber se sua imagem será aprovada ou não na criação de posts patrocinados.

 

Dica 2 –

Por favor, na sua gestão de campanhas evite ficar usando CAPSLOCK  em tudo que você escrever. Isso é chato e cansa demais os visitantes.

 

FIM?

Campanhas-de-sucesso-só-tomando-pilula-vermelha-Fábrica-de-Resultados
Você realmente acha que agora sabe tudo sobre campanhas? Tome a pílula vermelha e confira!

Então é isso parceiro! Acho que deu para você entender o porquê das suas campanhas no Facebook não estarem funcionando.

 

Se você gostou do post dá um like aí que vai ser bom demais! Se ainda tem dúvidas deixa aqui embaixo que eu respondo com todo prazer!

 

Nesse momento eu acabei de te oferecer a pílula azul para você dormir bem e melhorar as suas campanhas.

 

Agora, se você quer otimizar e melhorar as suas campanhas no Facebook eu te desafio a tomar aquela pílula vermelha e entrar de vez na Matrix do mundo do Inbound Marketing!

 

Como sempre eu te ofereço a porta. Só falta você querer abrir ou não! Grande Abraço

Facebook Comments
Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *