Fabrica de Resultados Fabrica de Resultados

Você sabe o que é o funil de vendas? Tem ideia do quanto ele pode ser importante para a sua empresa e que ele poderia otimizar a realização de compras para o seu site?

Pensando em todas essas questões, preparei uma matéria explicando todas essas questões para que você possa entender umas das partes que considero mais essencial para o Inbond Maketing. Então vem comigo!

Conceito do que é o Funil de Vendas

O funil de vendas é o conjunto de etapas e gatilhos que tem o objetivo de dar suporte à jornada de compras das Personas de uma determinada organização. Em outro momento falarei sobre o conceito de persona. Resumidamente, Persona é a representação fictícia do seu cliente ideal.

Continuando, o funil (ou a jornada de compra) tem o objetivo de representar os passos que o cliente percorre até ele adquirir determinado produto.

A grande maioria dos estudos caracterizam o funil em 4 etapas:

Etapa 1 – Aprendizado e descoberta:

Nesta primeira etapa, conhecida como topo do funil, o comprador ainda não sabe muito bem qual é o seu problema ou qual oportunidade de negócios ele pode vir a ter. Então, o objetivo nesse momento é despertar o interesse nessa pessoa para que ele comece a perceber a oportunidade que se está apresentando a ele.

Etapa 2 – Reconhecimento do problema:

Este é o momento em que conseguimos perceber que o comprador identificou qual o seu problema ou interesse e já está pesquisando sobre o tema.

Etapa 3 – Consideração da solução:

Os compradores que já estão nesta etapa já conseguem perceber o seu problema e ele já identificou possíveis soluções. Portanto, ele está em uma fase de avaliar qual a melhor solução de todas que ele já pesquisou. É importante lembrar que neste momento é necessário criar um senso de urgência neste comprador porque, caso o contrário, ele pode identificar a solução do seu problema, mas não vai se empenhar tanto em resolvê-lo.

Etapa 4 – Decisão de compra:

Agora o nosso comprador já está comparando as opções de solução para o seu problema. Em seguida, ela finaliza todo o processo, realizando a compra.

Agora que eu caracterizei todo o funil, quero dar um exemplo para vocês entenderem melhor:

Quando vamos comprar um tênis para correr passamos por todas essas etapas. Isso porque, primeiramente, nós reconhecemos o problema (não tenho um tênis para praticar minha atividade física).

Depois consideramos se o problema é válido (eu realmente preciso de um tênis para correr? Eu tenho dinheiro para isso? Não é melhor eu ir ao Mc Donald’s – brincadeira hehehe –). Depois tomo a minha decisão se vou comprar o tênis ou não.

Essa jornada, além de ser familiar, também possui baixo risco e impacto. Ou seja, se eu não gostar do sapato posso dá-lo de presente, comprar outro ou mesmo ir até a loja e trocar o modelo.

Agora, e se eu fosse compra um tênis para correr uma maratona? O grau de complexidade aumenta e muito aí.  Apesar de já possuir uma ideia de que é preciso comprar um tênis específico para a corrida, não tenho informações sobre os problemas que correr com um tênis normal poderia causar nem mesmo qual é o impacto disso no meu desempenho na prova ou até quais são as opções que posso escolher.

A partir daí que virão os sites com suas estratégias baseadas no funil de vendas para me fazer descobrir qual é o tamanho do meu problema, reconhecer que conheço pouco sobre o assunto, me fazer pesquisar e, por fim, resolver que a melhor compra será neste ou naquele outro sit

Conclusão

Gosto de afirmar que o Funil de Vendas é muito importante porque ele nos permite conhecer a jornada de compra do cliente e quase são os seus principais marcos. Com isso, podemos planejar etapas de vendas dos nossos clientes cobrindo as suas dúvidas sobre determinado problema e qualificando para que eles efetuem a compra do produto em determinado site.

Então nem preciso dizer que o funil é muito importante para atrair potenciais clientes e transformá-los em reais compradores. Cada camada do funil é imprescindível para fechar a venda e por isso as informações têm que satisfazer cada lead (lembra que falamos sobre lead? Se não é só clicar aqui) que estiver no funil.

Para se desenvolver um funil de vendas é necessário conhecer o que são os gatilhos. Além disso, precisamos saber como escalar a operação e fazer com o que as empresas sigam o processo para conversão de novos clientes. Mas esses assuntos ficam para uma próxima etapa. Espero que vocês tenham gostado do artigo. Se você tem alguma dúvida ou quer simplesmente fazer um elogio ou crítica, comente aí em baixo!

Fábrica de Resultados

Agência especializada e certificada em Inbound Marketing. Fundada em 2013, desde então vem auxiliando centenas de empresas a venderem mais pela internet.    

Cadastre-se para receber o conteúdo em primeira mão

Nome:

E-mail: